E o poker volta ao rio de janeiro

SETEMBRO/OUTUBRO - EDIÇÃO 68

A terceira edição da WSOP Circuit Brazil, que aconteceu no Rio de Janeiro, colocou de volta a Cidade Maravilhosa no mapa do poker brasileiro e mundial. Em 2008, o Rio foi o cenário do Rio Poker Fest, evento da Tower Torneos que bateu o recorde à época, com 500K garantidos e 506 jogadores. Poucos meses depois, aconteceu ali também o primeiro LAPT no Brasil. Tudo ia crescendo bem tanto na cena local quanto nos grandes eventos como o BSOP, que viu ali serem coroados campeões como Christian Kruel, o CK.

Tudo ia bem até maio de 2013, quando uma confusão judicial culminou com o cancelamento de uma etapa do BSOP na cidade, causando decepção e prejuízo aos jogadores e organizadores. Depois disso, o Rio passou a ser evitado por grandes torneios e seus patrocinadores, mas o trabalho da federação estadual seguiu e os cariocas continuavam a organizar localmente seus eventos.

Foi então que os responsáveis pela WSOP no Brasil decidiram levar uma etapa ao icônico Copacabana Palace, com o patrocínio do site PartyPoker. Muita gente ficou com receio. Será que também teriam problemas de última hora? Será que muitos estrangeiros viriam ao evento? Será que os jogadores cariocas viriam em número suficiente? As respostas superaram as expectativas de todos. O evento principal e todos os paralelos ficaram lotados e a WSOP Circuit no Rio foi um estrondoso sucesso.

Com isso, todos respiraram aliviados. O PartyPoker anunciou um evento maior ainda no Rio para 2019 e todos nós temos a certeza de que o poker voltou com tudo para o Rio de Janeir

Juliano Maesano
Editor-chefe da revista FLOP.

www.REVISTAFLOP.com.br © Todos os direitos reservados - Proíbida reprodução de conteúdo sem prévia autorização - 11 3237.3210